Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Estudo Dirigido - 7o Ano


Estudo Dirigido - Idade Média e Feudalismo 7º ano)


IDADE MÉDIA E FEUDALISMO

Idade Média: De acordo com a linha do tempo tradicional, este período que tem inicio com as invasões bárbaras no século V sobre o Império Romano do Ocidente e fins em meados do séc. XV, com o fim do Império Romano do Oriente. A Idade Média divise-se em dois períodos: Alta Idade Média (séc. V-XI) e Baixa Idade Média (séc. XI-XV). Em grande parte deste período vigorou na Europa um sistema denominado Feudalismo.

Conceito de feudalismo: sistema político, econômico e social que vigorou na Idade Média no qual exercia o poder quem tinha a posse do feudo.

Feudo: Reinos compostos por grandes propriedades rurais.

Estrutura Política do Feudalismo: Prevaleceram na Idade Média as relações de suserania e vassalagem. O suserano (Rei) era quem doava um lote de terra ao vassalo (nobres cavaleiros), sendo que este último deveria prestar fidelidade e proteção ao seu suserano. As redes de vassalagem se estendiam por várias regiões, sendo o suserano mais poderoso.


Sociedade feudal: A sociedade feudal era praticamente estática (com pouca mobilidade social) e hierarquizada (rigidamente dividida em classes). A nobreza feudal (senhores feudais, cavaleiros, reis, etc.) era detentora de terras e arrecadava impostos dos camponeses. O clero (membros da Igreja Católica) tinha um grande poder, pois era responsável pela proteção espiritual da sociedade. Era isento de impostos e arrecadava o dízimo. A terceira camada da sociedade era formada pelos servos (camponeses) e pequenos artesãos. Os servos deviam pagar várias taxas e tributos aos senhores feudais, tais como: corvéia (trabalho de 3 a 4 dias nas terras do senhor feudal), talha (metade da produção), banalidade (taxas pagas pela utilização do moinho e forno do senhor feudal).

Economia feudal: A economia feudal baseava-se principalmente na agricultura. Existiam moedas na Idade Média, porém eram pouco utilizadas. As trocas de produtos e mercadorias eram comuns na economia feudal. O feudo era a base econômica deste período, pois quem tinha a terra possuía mais poder. O artesanato também era praticado na Idade Média. A produção era baixa, pois as técnicas de trabalho agrícola eram extremamente rudimentares. O arado puxado por bois era muito utilizado na agricultura.

Religião: Na Idade Média, a Igreja Católica dominava o cenário religioso. Detentora do poder espiritual, a Igreja influenciava o modo de pensar e as formas de comportamento na Idade Média. A igreja também tinha grande poder econômico, pois possuía terras em grande quantidade e até mesmo servos trabalhando (alto clero). Existiam também àqueles monges da Igreja que pregavam uma vida simples, sem luxos (baixo clero). Os chamados monges copistas passavam grande parte do tempo rezando e copiando livros e a Bíblia.
            Tribunal da Santa Inquisição ou Tribunal do Santo Ofício foi um tribunal da Igreja Católica fundado pelo Papa Gregório IX, no séc. XIII. A Inquisição julgou, condenou, torturou, prendeu e mandou para a fogueira milhares de pessoas que eram consideradas hereges (praticante de heresias; doutrinas ou práticas contrárias ao que é definido pela Igreja Católica) por praticarem atos considerados bruxaria, heresias (ciência, alquimia, tradições bárbaras, etc.) ou simplesmente por serem praticantes de outra religião que não o catolicismo (judaísmo, por exemplo).
No século XI, os muçulmanos conquistaram a cidade sagrada de Jerusalém. Diante dessa situação, o papa Urbano II convocou a Primeira Cruzada (1096), com o objetivo de expulsar os "infiéis" (árabes) da Terra Santa.  Essas batalhas, entre católicos e muçulmanos, duraram cerca de dois séculos, deixando milhares de mortos e um grande rastro de destruição. Ao mesmo tempo em que eram guerras marcadas por diferenças religiosas, também possuíam um forte caráter econômico. Muitos cavaleiros cruzados, ao retornarem para a Europa, saqueavam cidades árabes e vendiam produtos nas estradas, nas chamadas feiras e rotas de comércio. De certa forma, as Cruzadas contribuíram para o renascimento urbano e comercial a partir do século XIII. Após as Cruzadas, o Mar Mediterrâneo foi aberto para os contatos comerciais.

Um comentário:

  1. obrigada pelo resumo da prova isso me ajudou muito

    beatriz batilani
    7 ano tarde

    ResponderExcluir